A IDENTIDADE DO PROFESSOR DE DIREITO NA VISÃO DE GRANDES JURISTAS BRASILEIROS

Eduardo de Carvalho Azank Abdu, Sueli Terezinha de Abreu Bernardes

Resumo


Este artigo teve início a partir da questão: qual é a identidade do professor de Direito? Teve por objetivos reconhecer a identidade do professor de Direito em obras clássicas de alguns juristas selecionados. Para alcançar o objetivo, optou-se por uma pesquisa teórica, com abordagem qualitativa e o uso de estudos bibliográficos e leituras cruzadas de recortes de obras clássicas das ciências jurídicas. Para os clássicos das ciências jurídicas analisados, o professor de Direito terá sua identidade quando assumir efetivamente o papel docente, preparando-se para o seu exercício, utilizando metodologias que despertem nos discentes o espírito investigativo e crítico, com o qual terão legitimidade para procurar soluções que tragam melhores condições para a sociedade. A complexidade do exercício da profissão docente nos cursos de Direito é latente, pois primeiramente o professor precisará apresentar ao aluno os conteúdos que o façam compreender os motivos da existência das ciências jurídicas, como devem ser pensadas e suas interligações com outros ramos. Na sequência, precisará apresentar ao futuro bacharel a legislação existente, e acima de tudo, oferecer-lhe a oportunidade de pensar e criticar o conteúdo. Na formação que tem por finalidade o ingresso dos bacharéis nas carreiras jurídicas, as escolas vêm preferindo a utilização de um esquema técnico, priorizando o conhecimento da norma ao invés da dogmática da interpretação, o que acaba prejudicando o entendimento de seu papel na sociedade.


Palavras-chave: Educação. Identidade docente. Identidade do professor de Direito.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.