CONCEITOS E PERCEPÇÕES DE EXTENSÃO DOS COORDENADORES DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIEVANGÉLICA – GOIÁS

Lúcia C.G. Pereira, Cristiane L.S. Lemos, Janaína C. Zambelli, Valquiria R. Silva, Edileuza do S.H, Caixeta, Victor G.S.F. Ferreira

Resumo


A extensão universitária tem-se construído, historicamente, com base em diversos sentidos e significados. Devido à diversidade de concepções, o estudo teve como objetivo analisar as concepções de Extensão Universitária dos docentes mais envolvidos ou que já se envolveram com atividades de extensão na Unievangélica. Como trajetória metodológica, optou-se pela utilização de entrevistas semi-estruturadas e análise documental. Os dados foram transcritos e analisados individualmente, tendo sido possível perceber, devido aos vários significados captados durante as entrevistas, que não há uma concepção única de extensão entre os docentes da Unievangélica: ela tem sido concebida ora como possuindo uma função social ora como se constituindo em prática assistencialista ora, ainda, como possibilidade de marketing para o curso, dentre outras concepções. Foi observado que a concepção da importância da extensão para a comunidade e para a formação acadêmica encontra-se muito atrelada à concepção de extensão que o docente possui. A análise das concepções existentes forneceu elementos para uma reflexão sobre práticas e saberes da extensão universitária na Unievangélica e no ensino superior em geral.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31496/rpd.v10i22.185

Apontamentos

  • Não há apontamentos.