UM ESTUDO SOBRE AS REPRESENTAÇÕES E APROPRIAÇÕES DE UMA NOVA PROPOSTA PEDAGÓGICA O CONSTRUTIVISMO EM QUESTÃO

Dirce Maria Falcone Garcia

Resumo


Este trabalho procura mostrar as representações e apropriações do Construtivismo Pedagógico pelos professores alfabetizadores de escolas públicas estaduais, situando-as no quadro mais geral da educação pública no Estado de São Paulo e sua política de formação de professores. É parte de uma pesquisa qualitativa, realizada em 7 escolas públicas estaduais de Campinas, em que foram realizadas observações em salas de aula e entrevistas semi-estruturadas com professoras que alfabetizam. Os dados coletados mostram que são representações plurais, implicando em apropriações que ora valorizam ora rejeitam o Construtivismo como prática, apresentando proximidade ou distanciamento do referencial teórico de Piaget, Vygotsky, Ferreiro ou Teberosky, sobretudo. Na análise dos dados buscou-se amparo teórico em vários autores dentre eles Bourdieu, Chartier e Perrenoud.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31496/rpd.v3i7.65

Apontamentos

  • Não há apontamentos.