ACESSO AOS SERVIÇOS DE SAÚDE NA RELIDADE BRASILEIRA: SUGESTÕES PARA SUPERAÇÃO DE ALGUNS DESAFIOS

Mônica Camargo Sopelete, Daniela Gomes dos Santos Biscarde

Resumo


O acesso aos serviços públicos de saúde resolutivos, humanizados e de qualidade, onde o usuário seja escutado e considerado ativamente na construção de intervenções, além de perpassar a dimensão subjetiva e relacional do trabalho em saúde, está diretamente articulado ao reconhecimento e exercício pleno da cidadania de usuários, profissionais e gestores, sujeitos que cotidianamente, constroem o Sistema Único de Saúde. Este artigo objetiva discutir as dificuldades de acesso aos serviços de saúde e propor sugestões para a superação dessas barreiras. Assim, a universidade pode divulgar através de instrumentos facilitadores formas de acesso às políticas públicas de saúde. Docentes, técnicos e acadêmicos, especialmente de cursos das áreas da saúde e biomédicas, podem agir coletivamente ou individualmente para este objetivo levando este conhecimento além das fronteiras dos campi universitários. Sugerem-se divulgar aos cidadãos/usuários formas de acesso à Atenção Básica em Saúde, especialmente através de cadastramento para obtenção do Cartão Nacional de Saúde, bem como aumentar o número de unidades voltadas à Estratégia da Saúde da Família, aprimorar o acolhimento e a classificação de riscos e divulgar à população o controle social do SUS e, implementar instrumento para avaliação da Atenção Básica, como o PCATool. Diante de tantas barreiras de acesso aos serviços de saúde, a universidade pode orientar e esclarecer aos cidadãos/usuários do SUS, por meio da divulgação de diversos instrumentos facilitadores, de como obter acesso à Atenção Básica em Saúde e atuar na gestão participativa em saúde, sugerindo formas de superar as barreiras no momento vigentes.

Palavras-chave: Atenção Primária em Saúde. Sistema Único de Saúde. Divulgação.

Texto completo: PDF

Apontamentos