A SIGNIFICAÇÃO DO MANUAL DE REDAÇÃO JORNALÍSTICO, POR MEIO DO CONCEITO DE ESTRANGEIRISMOS, NO CURSO DE JORNALISMO

Vitor Sérgio de Almeida, Gustavo Araújo Batista

Resumo


Este trabalho tem como enfoque primordial a descrição e análise de três manuais de redação e estilo, Manual da redação. Logo, a abrangência é levar tal reflexão para os cursos de comunicação (jornalismo) das instituições superiores e para os profissionais (redatores, repórteres, editores, revisores) que atuam (ou não) em veículos de informação cujas obras são referenciais teóricos e que devem pontuar suas produções escritas, ou seja, analisar como todos que atuam com a prática textual relacionada com a propagação de informação se relacionam com o manual. Desta maneira, por meio desse estudo, visa-se também descobrir se os próprios segmentos do grupo Folha de São Paulo, Estado de São Paulo e O Globo seguem as suas próprias recomendações, tomando por base o uso de siglas e estrangeirismos dos seus manuais.

Texto completo: PDF

Apontamentos