QUAL CONTRIBUIÇÃO DE FOUCAULT PARA A FORMAÇÃO DO DOCENTE

Danilo Sérgio Pallar Lemos, Silma do Carmo Nunes

Resumo


A presente pesquisa tem por foco, analisar como é desenvolvida a formação do saber, na ótica de Foucault; que defende que o saber surge a partir do desejo da contemplação da verdade. Assim, ao surgir naturalmente o desejo pelo saber visualiza-se a verdade sobre o conhecimento. Para Foucault, as mudanças que aparecem no saber ocorrem a partir de novas formas que surgirem na vontade sobre a verdade. Foucault defende que o educador deve primeiro educar a si, para depois educar o outro, focando a influencia pessoal que o docente exerce sobre o discente. Desse modo, a formação do docente tem que propor novas perspectivas de busca da verdade para se alcançar o saber e dimensioná-lo. Na formação, para ser mais eficaz na busca do saber, na perspectiva Foucaultiana, é necessário questionar pelos processos que estabelecem e propõem a verdade; portanto, cabe à Instituição formativa propor, em sua formação, a pesquisa que interrogue os processos que constroem o saber não lhes limitando aos conceitos já formulados, mas estimulando a recriá-los, adaptando-os aos contextos do sujeito receptor desses saberes, no caso os docentes. A fundamentação desta pesquisa esta na conhecida obra de Foucault “Arqueologia do Saber” descortinando, assim, a contribuição que este filósofo concede para a formação do docente como responsável pela difusão do conhecimento.

Palavras-Chave: Docente; Formação; Saber; Verdade.


Texto completo: PDF

Apontamentos