AMPLIAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL DE NOVE ANOS NO BRASIL: ANÁLISE DAS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS E IMPLICAÇÕES NA EDUCAÇÃO

Anderson Oramísio Santos, Camila Rezende Oliveira, Guilherme Saramago de Oliveira

Resumo


O objetivo deste trabalho é discutir o conteúdo dos documentos oficiais referentes ao ensino de nove anos e os impactos causados por essa antecipação. Trata-se de um estudo documental e bibliográfico em que foi consultada a legislação educacional, bem como os posicionamentos dos estudiosos sobre o assunto. A abordagem sobre essa temática torna-se importante, já que ao descrever o fazer pedagógico no cotidiano escolar, obrigatoriamente, analisa-se também a incorporação de mudanças postuladas na legislação vigente, às interações, o processo ensino-aprendizagem e seus impactos sobre o desenvolvimento da criança. O acesso da criança de seis anos no ensino fundamental não pode constituir-se apenas em medida administrativa como promotora de soluções paliativas à problemática indicada pelos órgãos estrangeiros. Porém, espera-se que o Estado se atente ao processo didático-pedagógico específico às características etárias dessa população, não se justificando o aumento do tempo de permanência dessas crianças na escola como uma solução dada aos problemas instaurados nessa faixa etária. Concluiu-se que não houve mudanças e/ou foram ínfimas no cotidiano escolar com o Ensino Fundamental implantado, além de dicotomias entre o discurso dos documentos públicos e as práticas pedagógicas. Há necessidade de investimentos na formação continuada dos profissionais da educação, que contribua para que o trabalho pedagógico privilegie interações, mediações, contextualizações e a atividade lúdica, considerando-se que o objetivo do Ensino Fundamental de nove anos não foi o de antecipar a escolaridade, mas garantir a ampliação das oportunidades de aprendizagem e de vivências. Promover recursos e investir na formação continuada é imprescindível para se garantir uma educação de qualidade e que privilegie a infância nesse processo.

Palavras-chave: Ensino Fundamental de 9 anos. Práticas Pedagógicas. Educação da Infância.


Texto completo: PDF

Apontamentos