CURRÍCULO E COMPETÊNCIAS: IMPLICAÇÕES PARA A FORMAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE

Mônica Caldeira Medeiros Freitas, Gustavo Araújo Batista

Resumo


Este texto é parte de uma pesquisa de Mestrado em Educação, tem como objetivo fazer uma análise do currículo do Curso Técnico em Enfermagem da Escola Técnica de Saúde da Universidade Federal de Uberlândia (ESTES/UFU), e busca cumprir esse propósito, apresentando as mudanças ocorridas nos componentes curriculares a partir da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional/LDB Lei nº 9.394/96 e do Decreto nº 2.208/97, período que compreende as últimas duas décadas passadas quando ocorreram as mudanças no modelo curricular, passando de um currículo baseado em disciplinas para outro baseado em competências e habilidades. A análise teórica está fundamentada em autores do campo do currículo, como José Gimeno Sacristán, Tomaz Tadeu da Silva, Antônio Flavio Moreira, Michael Apple, entre outros que discutem as questões curriculares. Ainda para a análise foram realizadas leituras de leis, decretos, resoluções, pareceres e publicações sobre o tema abordado, assim como documentos escritos e impressos localizados no Arquivo Geral da Universidade Federal de Uberlândia, nos arquivos da Escola Técnica de Saúde e no Núcleo de Preservação da Memória, também da UFU – sobretudo os que tratam das matrizes curriculares. Os resultados indicam que os componentes curriculares do Curso Técnico em Enfermagem da ESTES, convergem para a formação de um profissional que domine técnicas específicas para inserir no mercado de trabalho.

Palavras-chave: Educação Profissional. Currículo. Curso Técnico em Enfermagem.


Texto completo: PDF

Apontamentos