A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS E AS PRÁTICAS EDUCATIVAS INCLUSIVAS

Euzane Maria Cordeiro, Guilherme Saramago de Oliveira

Resumo


O presente trabalho relata alguns dos resultados de uma pesquisa acadêmica que buscou estudar a organização e a implementação das práticas educativas destinadas a Educação de Jovens e Adultos (EJA), tendo em vista responder ao seguinte questionamento: as práticas educativas atualmente desenvolvidas nas salas de aula asseguram a inclusão no processo educativo dos alunos que não tiveram a oportunidade de concluir os seus estudos na época adequada, em idade própria, tal como previsto na legislação educacional brasileira? Para alcançar ao objetivo proposto, foi pensada, organizada e realizada uma pesquisa de natureza bibliográfica, adotando como fundamentos teóricos, principalmente, os estudos desenvolvidos por Freire (1979, 1981, 1988, 1996), Durante (1998), Brasil (2000), Soares (2002) e Romão e Gadotti (2008). Pela pesquisa realizada foi constatada a importância dos professores terem um olhar especial no processo de acolhimento e desenvolvimento do trabalho pedagógico junto aos alunos da EJA. Pela pesquisa desenvolvida também ficou evidenciado que os alunos da EJA consideram a educação, pelo acesso a leitura e escrita que favorece, como uma oportunidade de inserção no mundo do trabalho e de crescimento pessoal e social. Sendo assim, devem ser utilizadas no desenvolvimento da prática pedagógica na EJA diferentes formas de trabalho que valorizem e estimulem o acesso a diferentes tipos de leitura tendo em vista possibilitar a construção de novos sentidos às práticas cotidianas de leitura dos estudantes, colocando em confronto o discurso adquirido no ambiente cultural do qual faziam parte, com o discurso desenvolvido na escola.

Palavras-chave: Educação de Jovens e Adultos. Educação Inclusiva. Práticas Educativas


Texto completo: PDF

Apontamentos