O ENSINO E A APRENDIZAGEM DE GEOMETRIA NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

Guilherme Saramago de Oliveira, Euzane Maria Cordeiro

Resumo


Este texto decorre de uma pesquisa que buscou identificar, interpretar e descrever a metodologia adotada por professores da Educação de Jovens e Adultos (EJA) para ensinar os quadriláteros paralelogramos e verificar as principais ideias assimiladas pelos alunos a respeito desse conteúdo. Como fundamentos teóricos dessa pesquisa foram utilizados, principalmente, o modelo de desenvolvimento do pensamento geométrico proposto pelos educadores Dina Van Hiele-Geldof e Pierre Van Hiele, o Guia Curricular de Matemática (MINAS GERAIS, 1997), a Proposta Curricular destinada a EJA (BRASIL, 2001) e os estudos de Crowley (1998) sobre o modelo Van Hiele. Foram estudados dois grupos de colaboradores, sendo o primeiro constituído por cinco professores e o segundo por dez alunos. Para coletar os dados necessários ao desenvolvimento da pesquisa pretendida foi realizada uma entrevista gravada com cada um dos professores e solicitado aos alunos a resolução de uma atividade prática envolvendo os saberes inerentes aos quadriláteros paralelogramos. Com esse estudo foi constatado que os professores pesquisados desenvolvem sua prática pedagógica, predominantemente, de forma expositiva e demonstrativa com ênfase na transmissão de informações tidas como essenciais, na visualização das imagens das formas geométricas, na resolução de exercícios padronizados, estruturados e elaborados com base nas informações que foram repassadas verbalmente e nos modelos sugeridos em diferentes livros didáticos. Em decorrência desses procedimentos e estratégias de ensino adotados pelos professores, os alunos da EJA não conseguem dominar as propriedades básicas que caracterizam as figuras geométricas e acabam apresentando dificuldades na discriminação correta dessas formas.

Palavras-chave: EJA. Ensino e Aprendizagem de Geometria. Prática Docente.


Texto completo: PDF

Apontamentos