PESQUISAS E PRODUÇÕES EM DIDÁTICA EM TRÊS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO

Lília Maria Mendes Bernardi, Orlando Fernández Aquino

Resumo


Esta pesquisa desenvolveu um estudo sobre o estado da pesquisa e da produção intelectual na área de didática nos Programas de Pós-graduação em Educação. Considera-se que esta ciência tem um papel fundamental na formação dos professores. De acordo com estudos precedentes, Libâneo (2010), Longarezi e Puentes (2010) e Sguarezzi (2010), a Didática está vivenciando um esvaziamento em seu campo teórico-científico. Este estudo tem como objetivo analisar o estado das pesquisas e da produção intelectual na área da Didática, no período de 2004 a 2010, em três Programas de Pós-graduação em Educação da Região Sul do Brasil. Para sua realização, optamos pela abordagem quanti-qualitativa, e utilizamos a metodologia do estudo de casos múltiplos. Para a seleção dos casos, utilizamos os critérios elaborados pelos autores do projeto nacional, que designamos, nesta pesquisa, como Programas de Pós-graduação em Educação “A”, Programas de Pós-graduação em Educação “B” e Programas de Pós-graduação em Educação “C”. A partir da pesquisa documental, fizemos a análise interpretativa das fichas da CAPES, dos currículos Lattes de seus docentes e os sites dos Programas. Construímos uma base de dados para o projeto, para classificar as linhas de pesquisa, os projetos e as produções intelectuais dos professores, utilizando o conceito de Didática, seus campos e suas dimensões, como critérios de qualificação. Como resultados, percebemos que há muitos projetos e muitas publicações; contudo, 49,39% dos projetos e 21,88% das produções são da área da Didática, e, concentram-se no campo investigativo e na dimensão dos fundamentos.

Palavras-chave: Didática. Pesquisa e Produção Intelectual. Programa de Pós-graduação em Educação.


Texto completo: PDF

Apontamentos