RELAÇÕES RACIAIS NO COTIDIANO ESCOLAR: EXPERIÊNCIA NA ADOLESCÊNCIA

Nilvaci Leite de Magalhães Moreira

Resumo


Este estudo teve como objetivo investigar como acontecem as relações raciais na adolescência e compreender como as adolescentes negras percebem o preconceito e a discriminação no cotidiano da escola. A pesquisa foi realizada numa abordagem qualitativa, utilizando para a coleta de dados o método da entrevista semiestruturada com cinco adolescentes negras na faixa etária entre 14 e 15 anos de idade, oriundas de famílias de baixa renda, estudantes do 7º ao 9º ano de uma escola da rede municipal de Cuiabá/MT, fundamentando-se em Queiroz (1991) e Minayo (2007). Neste estudo, utilizou como suporte teórico os autores Hasenbalg (1987), Cavalleiro (2003), Gomes (2006), Santos (2007) e Munanga (2008).

Texto completo: PDF

Apontamentos