AS CONCEPÇÕES DE PEDAGOGIA UNIVERSITÁRIA PRESENTES NOS DOCUMENTOS DE REGULAÇÃO DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA SAÚDE DAS UNIVERSIDADES FEDERAL DE UBERLÂNDIA E FEDERAL DE MINAS GERAIS

Silvana B. Malusá, Bernardino Bernardino Jr, Karla Vanessa da Silva Giló

Resumo


Os professores do ensino superior dos cursos voltados para saúde, comumente, após de graduarem dedicam-se a trabalhar na sua área de formação específica. Em alguns casos, deste o término de seu curso de formação inicial ou pouco tempo depois, ingressam na carreira de docentes. Como em grande parte desses cursos não há disciplinas que abordem conteúdos de cunho pedagógico, estes sujeitos buscam na pós-graduação referenciais que deem subsídios para sua atuação em sala de aula. Sobre essa falta de formação e preparação para a docência (ANASTASIOU,2009)
Em consequência a esse despreparo pedagógico e pelo fato de que historicamente a concepção apreendida é que quem soubesse fazer saberia automaticamente ensinar (MASETTO, 1998, p. 11), a prática do professor se resume a simples transmissão do conhecimento científico que possui.
Ao analisar os documentos de regulação dos Programas de Pós-Graduação, Mestrado e Doutorado nas áreas das Ciências da Saúde da UFU e UFMG pretendemos compreender, com este trabalho, algumas concepções de pedagogia universitária que permeiam a prática do docente do ensino superior.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.