PESQUISAS EM POLÍTICAS EDUCACIONAIS: CONSIDERAÇÕES SOBRE QUESTÕES EPISTEMOLÓGICAS E METODOLÓGICAS

Giselle Abreu de Oliveira

Resumo


O presente artigo é fruto de discussões acadêmicas realizadas na disciplina “Fundamentos de Pesquisa em Educação”, do curso de Mestrado em Educação, da Universidade Federal de Uberlândia/MG, na linha de pesquisa “Estado, Políticas e Gestão da Educação”. Nele são abordadas questões relativas a concepções epistemológicas e metodológicas relacionadas ao campo das pesquisas em políticas educacionais. Utilizamos como ponto de partida três categorias discutidas pelos autores Tello e Almeida (2013), que compõem o campo de estudos de pesquisas em políticas educacionais: perspectiva epistemológica, posicionamento epistemológico e perspectivas epistemetodológicas. A partir das referidas categorias, estabelecemos relações com outros autores que abordam a temática, dentre os quais estão César Tello, Celina Souza, Maria de Lourdes Pinto de Almeida, Paulo Gomes Lima e Stephen J. Ball. Desta feita, temos por objetivo fomentar as discussões acerca da importância das concepções epistemológicas como norteadoras no desenvolvimento de pesquisas confiáveis e coerentes. A partir das reflexões aqui propostas, defendemos que o pesquisador precisa conhecer as possibilidades para o desenvolvimento de sua pesquisa para então poder situar-se epistemologicamente, o que permite ao trabalho adquirir maior consistência científica. Esse artigo não pretende esgotar a temática, pois reconhece sua complexidade e a necessidade de busca, constante, por aprofundamento das questões levantadas.

Palavras-chave: Pesquisas em Políticas Educacionais. Epistemologias. Metodologias.


Texto completo: PDF

Apontamentos