O olhar docente sobre as condições de trabalho no Ensino Médio

Danilo Marques, Vera Lúcia Nogueira

Resumo


O objetivo deste artigo é investigar as condições de trabalho de docentes atuantes no Ensino Médio a partir de dados de um survey (realizado em 2009 e de domínio público) sobre a docência na Educação Básica em sete estados: ES, GO, MG, PA, PR, RN e SC. O referido survey constituiu na realização de mais de nove mil entrevistas, cuja coleta de dados foi realizada por meio de um questionário estruturado, porém, o presente artigo analisa dados específicos de um quantitativo de 1.805 sujeitos. Esses foram selecionados – considerando o cômputo geral – a partir dos seguintes critérios: atuavam como professoras(es), prioritariamente, no Ensino Médio ou concomitantemente no Ensino Fundamental. As variáveis selecionadas dos questionários estão atreladas a um dos conceitos mobilizados por este artigo – condições de trabalho – desse modo, foram elencadas aquelas que informassem os atributos sociais, a situação funcional, a formação (inicial e continuada), a carreira e as perspectivas futuras quanto à profissão docente. Entre as várias constatações, destacam-se a predominância do sexo feminino, com mulheres que desenvolvem tarefas domésticas concomitantemente à docência, indicando uma sobrecarga de trabalho, e a concentração de docentes nas faixas etárias mais elevadas, endossando o fenômeno de envelhecimento da profissão. E que a valorização da profissão, sob a ótica dos sujeitos, dar-se-á pela conjugação entre remuneração, carreira, condições de trabalho e formação continuada.


Texto completo:

PDF

Referências


AGUIAR, Márcia A. da S. Avaliação do Plano Nacional de Educação 2001-2009: questões para reflexão. Educ. Soc., Campinas, v. 31, n. 112, p. 707-727, set. 2010.

ANDRADE, Camila R. B. Perfil e Condições de Trabalho dos profissionais do Programa Escola Integrada de Belo Horizonte. 2016. 107 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2016.

AUGUSTO, Cleiciele Albuquerque et al. Pesquisa Qualitativa: rigor metodológico no tratamento da teoria dos custos de transação em artigos apresentados nos congressos da Sober (2007-2011). Rev. Econ. Sociol. Rural, Brasília, v. 51, n. 4, p. 745-764, dez. 2013.

BABBIE, Earl. Métodos de pesquisas de Survey. Trad.: Guilherme Cezarino. Belo Horizonte: UFMG, 1999.

BASILIO, Juliana Regina; ALMEIDA, Ana Maria Fonseca. Contratos de trabalho de professores e resultados escolares. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro, v. 23, e230049, 2018.

BERBAT, Márcio da C. Pró-licenciatura e a experiência de formação de professores para a Educação Básica. 2015. 290 f. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2015.

BOAVENTURA, Michel A.C. PSPP. In.: OLIVEIRA, Dalila A.; DUARTE, Adriana M. C.; VIEIRA, Lívia M. F. Dicionário: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2010. CDROM.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 23 dez. 1996.

________ . Lei nº 13.005/2014, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, DF, 26 jun. 2014. Seção 1, p. 1. Extra.

BRITO, Danielle S. de. A importância da leitura na formação social do indivíduo. In.: FALS. Ano IV, n. VIII, Jun., 2010, ISSN 1982646X. Disponível em: . Acesso em: 17 abr. 2018.

BROOKE, Nigel; CUNHA, Maria A. A. C. Situação Profissional. In.: BROOKE, Nigel; CUNHA, Maria A. A. C. (Orgs.). Professores dos anos iniciais: perfis em mudança. Belo Horizonte, MG: Fino Traço, 2012, p. 89-98.

CAMARGO, Rubens B.; JACOMINI, Maria Aparecida. Meta 18: Plano de carreira docente. In: Citar Camargo e Jacomini. In: OLIVEIRA, João F.; GOUVEIA, Andrea B.; ARAUJO, Heleno. Caderno de avaliação das metas do Plano Nacional de Educação: PNE 2014-2024. Brasília: ANPAE, 2018, p. 65-67.

CARNEIRO, Moaci A. O nó do Ensino Médio. Petrópolis: Vozes, 2012.

COSTA, Gilvan L. M.; OLIVEIRA, Dalila A. Trabalho docente no Ensino Médio no Brasil. Perspectiva, Florianópolis, v. 29, n. 2, 727-750, jul./dez. 2011.

CURY, Calos R. J. À guisa de prefácio. In: BRITO, Vera Lúcia F. A. de (Org.). Professores: identidade, profissionalização e formação. Belo Horizonte, MG: Argvmentvm, 2009, p. 13-2008.

DINIZ-PEREIRA. Júlio E. Formação de Professores, Trabalho e Saberes Docentes. Trabalho & Educação. Belo Horizonte, v.24, n.3, p.143-152, set./dez. 2015.

DUARTE Adriana, M. C. et al. Envolvimento docente na interpretação do seu trabalho: uma estratégia metodológica. Cad. Pesqui. [online]. 2008, vol.38, n.133, p. 221-236.

DUARTE, Adriana M. C. A produção acadêmica sobre o trabalho docente na educação básica no Brasil: 1987 - 2007. Educar em Revista, Curitiba, Brasil, n. especial 1, p. 101-117, 2010.

DUARTE, Adriana M. C. Regulação educacional e a complexidade do trabalho docente: formulações conceituais. 2008. Relatório Técnico de Pesquisa. Universidade Federal de Minas Gerais, Faculdade de Educação, Departamento de Administração Escolar, Belo Horizonte, 2008.

DUARTE, Alexandre W. B. Por que ser professor? Uma análise da carreira docente na educação básica no Brasil 2013. 169 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2013.

DUARTE, Alexandre W.B. Survey. In: OLIVEIRA, Dalila A.; DUARTE, Adriana M. C.; VIEIRA, Lívia M.F. Dicionário: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2010. CDROM.

DUARTE, Alexandre William Barbosa; SILVA, Carlos Alexandre Soares da; CLEMENTINO, Ana Maria. Determinantes salariais da docência: uma análise da remuneração docente na Educação Básica pública no Brasil. In: I Encontro Luso-Brasileiro Sobre Trabalho Docente e VI Encontro Brasileiro da Rede ESTRADO, 2011, Maceió. I Encontro Luso-Brasileiro sobre Trabalho Docente e VI Encontro Brasileiro da Rede ESTRADO. Anais, 2011.

FERNANDES, Daniele C.; SILVA, Carlos A. S. da. Perfil do docente da educação básica no Brasil: uma análise a partir dos dados da PNAD. In: OLIVEIRA, Dalila. A.; VIEIRA, Lívia. M. F. (Orgs.). Trabalho na educação básica: a condição docente em sete estados brasileiros. Belo Horizonte: Fino Traço, 2012, p. 43-62.

FERRETTI, Celso João. Profissionalização e proletarização do trabalho docente. In: OLIVEIRA, Dalila A; FELDFEBER, Myriam; ESCOBAR, Ronal G. (Organizadores). Educación y Trabajo Docente en el nuevo escenario latino americano: entre la mercantilización y la democratización del conocimiento. Peru: Fondo Editorial UCH, 2012, p. 123-140.

FLEURI, Reinaldo Matias. Perfil Profissional Docente no Brasil: metodologias e categorias de pesquisa. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, Brasília, 2015. 40p.

GATTI, Bernardete Angelina. Estudos Quantitativos em Educação. Educ. Pesqui., São Paulo, v. 30, n. 1, p. 11-30, abr. 2004.

_______. Formação inicial de professores para a Educação Básica: pesquisas e políticas educacionais. Est. Aval. Educ., São Paulo, v. 25, n. 57, p. 24-54, jan./abr. 2014.

GATTI, Bernardete Angelina.; BARRETO, Elba Siqueira de Sá. Professores do Brasil: impasses e desafios. Brasília: UNESCO, 2009.

GESTRADO. Grupo de Estudos Sobre Política Educacional e Trabalho Docente. Base de dados. Trabalho docente na Educação Básica no Brasil – 2009. Belo Horizonte: UFMG, 2010.

GESTRADO. Grupo de Estudos Sobre Política Educacional e Trabalho Docente. Relatório de pesquisa. Trabalho Docente na Educação Básica no Brasil: Fase II. Belo Horizonte: Faculdade de Educação/UFMG, 2015.

GESTRADO. Grupo de Estudos Sobre Política Educacional e Trabalho Docente. Relatório de pesquisa. Trabalho Docente na Educação Básica no Brasil: sinopse do survey nacional. Belo Horizonte: Faculdade de Educação/UFMG, 2010.

GESTRADO. Grupo de Estudos Sobre Política Educacional e Trabalho Docente. Relatório de pesquisa. Trabalho Docente na Educação Básica no Brasil: Fase II. Belo Horizonte: Faculdade de Educação/UFMG, 2015.

HYPOLITO Álvaro M. Trabalho docente na educação básica no Brasil: as condições de trabalho. In.: OLIVEIRA, Dalila A.; VIEIRA, Lívia F. (Organizadoras). Trabalho na educação básica: a condição docente em sete estados brasileiros. Belo Horizonte: Fino Traço, 2012, p. 211-229.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Resumo Técnico do Censo escolar 2018. Brasília: Inep, 2019.

INEP. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Relatório SAEB (ANEB e ANRESC) 2005 – 2015: panorama da década. Brasília, DF: Inep, 2018.

JACOMINI, Márcia Aparecida; PENNA, Marieta Gouvêa de Oliveira. Carreira docente e valorização do magistério: condições de trabalho e desenvolvimento profissional. Pro-Posições, Campinas, v. 27, n. 2, p. 177-202, Ago. 2016.

KRAWCZYK, Nora. Conhecimento crítico e política educacional: um diálogo difícil, mas necessário. In: KRAWCZYK, Nora (Org.). Sociologia do Ensino Médio: Crítica ao economicismo na política educacional. São Paulo: Cortez, 2014.

KRAWCZYK, Nora. Reflexão sobre alguns desafios do Ensino Médio no Brasil hoje. Cad. Pesqui., São Paulo, v. 41, n. 144, p. 752-769, dez. 2011.

LUDKE, Menga; BOING, Luiz Alberto. O trabalho docente nas páginas de Educação & Sociedade em seus (quase) 100 números. Educ. Soc., Campinas, v. 28, n. 100, p. 1179-1201, out. 2007.

MACHADO, Maria Margarida. Estado da Arte da Produção Acadêmica sobre Ensino Médio no Brasil – Período de 1998 a 2008. Relatório Geral. Goiânia: MEC/UFG, abr. 2009.

MATTAR, Fauze Nagib. Pesquisa de Marketing. São Paulo: Atlas, 1996. 271 p.

NAUROSKI, Everson A. Trabalho docente e subjetividade: a condição dos professores temporários (PSS) no Paraná. 297f. Universidade Federal do Paraná. Tese (Doutorado em Sociologia). Setor de Ciências Humanas, 2014.

OLIVEIRA, Dalila A. (org.). Reformas educacionais na América Latina e os trabalhadores docentes. Belo Horizonte: Autêntica, 2003.

OLIVEIRA, Dalila A.; ARAÚJO FILHO, Heleno. Valorização do professor. In: OLIVEIRA, João F.; GOUVEIA, Andrea B.; ARAUJO, Heleno. Caderno de avaliação das metas do Plano Nacional de Educação: PNE 2014-2024. Brasília: ANPAE, 2018, p. 62-64.

OLIVEIRA, Dalila A.; ASSUNÇÃO, Ada A. Condições de trabalho docente. In.: OLIVEIRA, Dalila A.; DUARTE, Adriana M. C.; VIEIRA, Lívia M. F. Dicionário: trabalho, profissão e condição docente. Belo Horizonte: UFMG/Faculdade de Educação, 2010. CDROM.

OLIVEIRA, Dalila Andrade. A nova regulação de forças no interior da escola: carreira, formação e avaliação docente. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, v. 27, n. 1, p. 25-38, jan.-abr. 2011

PEREIRA JUNIOR, Edmilson A. Condições de trabalho docente nas escolas de educação básica no Brasil: uma análise quantitativa. 2017. 230 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2017.

PINTO, Mércia de Figueiredo Noronha; DUARTE, Adriana Maria Cancella; VIEIRA, Lívia Maria Fraga. O trabalho docente na educação infantil pública em Belo Horizonte. Rev. Bras. Educ. [online], 2012, v.17, n. p. 611-626.

RICHARDSON, Roberto Jarry. et al. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 1999.

RODRIGUEZ, Vicente; SILVA, Domingos Pereira da. Formação continuada em serviço em contextos descentralizados. Cad. CEDES, Campinas, v. 35, n. 97, p. 553-574, dez. 2015.

SCHEIBE, Leda. Valorização e formação dos professores para a educação básica: questões desafiadoras para um novo Plano Nacional de Educação. Educ. Soc. Campinas, v. 31, n. 112, p. 981-1000, set. 2010.

SOUZA, Ângelo R. de. O professor da educação básica no Brasil: identidade e trabalho. Educar em Revista, Curitiba, n. 48, jun. 2013.

SOUZA, Ângelo R. de; GOUVEIA, Andréa B. Os trabalhadores docentes da educação básica no Brasil em uma leitura panorâmica. In: OLIVEIRA, Dalila. A.; VIEIRA, Lívia. M. F. (Orgs.). O trabalho na educação básica: a condição docente em sete estados brasileiros. Belo Horizonte: Fino Traço, 2012, p. 19-41.

SOUZA, João Valdir Alves de. Quem ainda quer ser professor? Boletim UFMG, Belo Horizonte, n. 1755, p. 2, 4 nov. 2011.

STARLING-BOSCO; Cláudia; SOUZA, Juliana Fátima; SILVA, Heloísa G. Formação de professores a distância: desafios contemporâneos. Práxis Educacional (online) v. 14, p. 100, 2018.

SUDBRACK, Edite Maria.; SANTOS, Camila Soares; NOGARO, Arnaldo. Profissionalidade docente no breve PNE: formação e valorização. Jornal de Políticas Educacionais. V. 12, n. 4. fev. 2018.

TARDIF, Maurice; LESSARD, Claude. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

TENTI FANFANI, Emilio. La condición docente: análisis comparado de La Argentina, Brasil, Perú y Uruguay. Buenos Aires: Siglo XXI Editores, 2005.

TODOS PELA EDUCAÇÃO. Anuário Brasileiro da Educação básica 2019. Disponível em: < https://www.todospelaeducacao.org.br/_uploads/_posts/302.pdf> Acesso em 23 de agosto de 2018.

UNESCO. O perfil dos professores brasileiros: o que fazem, o que pensam, o que almejam: Pesquisa Nacional UNESCO. São Paulo: Moderna, 2004.

UNICEF. 10 desafios do Ensino Médio no Brasil para garantir o direito de aprender de adolescentes de 15 a 17 anos. Brasília, DF: UNICEF, 2014.




DOI: https://doi.org/10.31496/rpd.v20i43.1319

Apontamentos

  • Não há apontamentos.