Consciência e afins: analisando a tradução do “Ensaio sobre o desenvolvimento do psiquismo”, de Leontiev

Gisele Toassa, Ana Paula Kunzler, Priscila Nascimento Marques

Resumo


Este trabalho apresenta breve análise de edições, traduções e conceitos presentes no texto “Ensaio sobre o desenvolvimento do psiquismo” de A. N. Leontiev (1903-1979) em relação à síntese psíquica (termo que, neste artigo, abarca as ideias de consciência e reflexo), cuja estrutura semântica engloba também termos afins, como a relação entre sentido e significação, palavra e consciência sensível. Dividido em três partes, o Ensaio aparece no livro O desenvolvimento do psiquismo. No presente artigo, apresentamos um estudo das edições e traduções do Ensaio no contexto da história da ciência soviética nas línguas portuguesa e inglesa, recorrendo aos originais em russo. Os resultados apontam ainda alterações nas diferentes edições do Ensaio em russo, além de nuances semânticas importantes necessárias à compreensão do conceito de consciência e afins na obra de Leontiev.


Texto completo:

PDF

Referências


BAKHURST, David. Reflections on activity theory. Educational Review, vol. 61, n.2, p. 197-210, 2009.

BEZERRA, Paulo. Prefácio à edição brasileira. In: L.S. Vigotski. Psicologia da arte (pp.XI-XVIII). São Paulo: Martins Fontes, 2001.

BOVO, Ana Carolina Lima; KUNZLER, Ana Paula; TOASSA, Gisele. Da “Escola” ao “Círculo” de Vigotski. Memorandum: Memória e História em Psicologia, vol. 36, 2019. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/memorandum/article/view/6842. Acesso em 27 abr. 2020.

CARVALHO, Bruno Peixoto. A Escola de São Paulo de Psicologia Social: uma análise histórica do seu desenvolvimento desde o materialismo histórico-dialético. Tese (Doutorado em Psicologia Social). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2014.

FREITAS, Maria Teresa Assunção. O pensamento de Vygotsky e Bakthin no Brasil. Campinas, SP: Papirus, 1994.

GOLDER, Mario. Leontiev e a psicologia histórico-cultural: um homem em seu tempo. São Paulo: Xamã, 2004.

GONZÁLEZ-REY, Fernando. Encontro da psicologia social brasileira com a psicologia soviética. Psicologia & Sociedade, v. 19, n. esp. 2, 57-61, 2007. https://dx.doi.org/10.1590/S0102-71822007000500019. Acesso em 23 dez. 2019.

GONZÁLEZ-REY, Fernando. Reflexões sobre o desenvolvimento da psicologia soviética: focando algumas omissões da interpretação ocidental. Psicologia & Sociedade, v. 24, n. 2, pp. 263-271, 2012.

HOUAISS, A., VILLAR, M. de S.; FRANCO, F. M. de M. Língua. Dicionário eletrônico Houaiss da língua portuguesa. Instituto Antônio Houaiss, 2009.

KREMENTSOV, Nikolai. Stalinist science. Princeton: Princeton University Press, 1997.

LEONTIEV, Aleksei Nikolaievitch. Otcherk razvitiya psikhiki [Ensaio sobre o desenvolvimento do psiquismo]. In Problemy razvitiya psikhiki [O desenvolvimento do psiquismo]. Moscou: Izdatelstvo Moskovskovo Universiteta, 1959. p. 111-187.

______. Otcherk razvitiya psikhiki [Ensaio sobre o desenvolvimento do psiquismo]. In Problemy razvitiya psikhiki [O desenvolvimento do psiquismo]. 3a ed. Moscou: Izdatelstvo Moskovskovo Universiteta, 1972. p.210-144.

______. Otcherk razvitiya psikhiki [Ensaio sobre o desenvolvimento do psiquismo].

______. Le développement du psychisme: problèmes. Ed. sociales, 1976. 576 p.

______. O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Horizonte Universitário, 1978a.

______. Ensaio sobre o desenvolvimento do psiquismo. In: O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Horizonte Universitário, 1978b, p. 17-144.

______. An outline of the evolution of the psyche. In Problems of the development of the mind. Moscou: Progress Publishers, 1981. p. 156-326

LEONTIEV, Dmitri Alekseievitch. Spisok petchatnykh rabot A.N. Leontieva (Lista de trabalhos impressos de A. N. Leontiev). Disponível em: http://anleontiev.smysl.ru/sp_publ.htm. Acesso em 12 fev. 2019.

MARTINS, João Batista. Apontamentos sobre a relação Vigotski e Leontiev: A “troika”, ela existiu? Dubna Psychological Journal, vol.1, p.71-83, 2013. Disponível em http://psyanima.ru/wp-content/uploads/issues/2013n1a4.1.pdf. Acesso em 22 março 2016.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. Obras escolhidas. Lisboa: Avante, 1845-1846/1982. i. Disponível em: https://www.marxists.org/portugues/marx/escolhidas/index.htm. Acesso em 23 dez., 2019.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã: crítica da mais recente filosofia alemã em seus representantes Feuerbach, B. Bauer e Stirner, e do socialismo alemão em seus diferentes profetas (1845-1846). São Paulo: Boitempo, 2007.

REIS FILHO, Daniel Aarão. As revoluções russas e o socialismo soviético. São Paulo: Editora UNESP, 2003.

SILVA, Rhayane Lourenço da. Leontiev e natureza social do psiquismo: das lacunas no texto à totalidade na história. 2013. 206 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2013.

SOLZHENITSYN, Aleksandr Isayevich. One day in the life of Ivan Denisovich. New York: Farrar, Straus and Giroux, 1962/2005.

STÁLIN, Joseph Vissarievitch. Russkii kommunizm (sbornik). s/l: Editora Algoritm, 2014. (Originalmente publicado em 1906)

THOMPSON, Edward Palmer. A miséria da teoria ou um planetário de erros: uma crítica ao pensamento de Althusser. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

TOASSA, Gisele. Nem tudo que reluz é Marx: críticas stalinistas a Vigotski no âmbito da ciência soviética. Psicologia USP, v. 27, n. 3, p. 553–563, 2016.

______. Leontiev sobre matéria e consciência: sua crítica a Vigotski em relação com a conjuntura soviética de 1936-1940. Psicologia: Teoria e Pesquisa, em editoração.

TOASSA, Gisele; GUIMARÃES, Déborah de Souza. Distorções de Pavlov: ciência soviética e psicologia entre 1948 e 1953. Rev. psicol. polít., São Paulo, v. 19, n. 44, p. 16-33, abr. 2019. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-549X2019000100005&lng=pt&nrm=iso. Acesso em 03 dez. 2019.

VOINOVA, Natalia Iaroslavna; STARETS, Solomov Meerovitch. Dicionário russo-português. Moscou: Russki Yazik, 1986.

YASNITSKY, Anton. Vigotski Circle during the decade of 1931-1941: Toward an integrative science of mind, brain, and education. Toronto: Tese, Ontario Institute for Studies in Education, University of Toronto, 2009.

______. El arquétipo de la psicología soviética: del estalinismo de los años 1930 a la “ciencia estalinista” de nuestros dias. In: Yasnitsky, A. & Veer, R. van der. (Eds.). Vygotski revisitado: una historia crítica de su contexto y legado. Buenos Aires: Miño y Dávila Editores, 2016.




DOI: https://doi.org/10.31496/rpd.v20i43.1335

Apontamentos

  • Não há apontamentos.