AS CONTRIBUIÇÕES DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO PARA A FORMAÇÃO DAS DISCENTES DO QUARTO ANO DO CURSO DE PEDAGOGIA

Váldina Gonçalves da Costa, Angelita de Fátima Souza

Resumo


O estágio supervisionado busca desenvolver, no futuro professor, conhecimentos teóricos e práticos. Assim, com objetivo de identificar, nos relatórios de estágio (RE), de que forma ele contribuiu para a formação das licenciandas do curso de Pedagogia, analisou-se os RE de três estudantes do quarto ano de uma instituição particular. Os registros revelam que o estágio contribuiu para a formação das estagiárias, pois tiveram condições de vivenciar situações adversas em sala de aula e nos locais que visitaram com os estudantes, precisaram replanejar atividades previstas, lidar com conflitos, ensinar e aprender ao mesmo tempo, estarem abertas para o envolvimento, a discussão e a reflexão, o que amplia o repertório de conhecimento das licenciandas, que não tinham experienciado a prática docente.

Referências


BOLÍVAR, A. La identidad profesional del profesorado de secundaria: crisis y reconstrucción. Málaga, España: Ediciones Aljibe, 2006.

BORGES, M. C; VIEIRA, V. M. O. AQUINO, O. F. Formação de professores em Brasil: desafios e perspectivas da melhora da qualidade da educação. In: A formação inicial de professores: uma visão internacional. BORGES, M. C.; AQUINO, O. F. (Orgs). Uberlândia, MG. UDUFU: 2013BRASIL.

BRASIL. Ministério da Educação. Parecer CNE/CP 009/2001- Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior. 2001.

______. Parecer CNE/CP, 28 de fevereiro de 2001; Diário Oficial da União, Brasília, 2001, p.10.

BURIOLLA, M. A. O Estágio Supervisionado. São Paulo: Cortez, 1999.

CARVALHO, G. T.R.D.; UTUARI, S. (Orgs). Formação de professores e estágios supervisionados: Algumas Veredas. São Paulo: Andross, 2007.

DUBAR, C.. A Socialização: construção das identidades sociais. Portugal: Porto Editora, 1997. 190 p.

FLORES, M. A; VIEIRA, F.; FERREIRA, F. I. Formação inicial de professores em Portugal: problemas, desafios e o lugar da prática nos Mestrados em Ensino Pós-Bolonha. In: BORGES, M. C.; AQUINO, O. F. (Orgs). A formação inicial de professores: uma visão internacional. Uberlândia, MG. EDUFU: 2013. p. 61-96.

GARCÍA, C. M. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora. 1999.

KOWALTOWSKI, D C. C. K. Arquitetura escolar: o projeto do ambiente de ensino. São Paulo: Oficina de Textos, 2011. p. 272.

OLIVEIRA, D. A. A reestruturação do trabalho docente: precarização e flexibilização. In: Educação & Sociedade. Campinas: UNICAMP, v. 25, n. 89, p. 1127-1144, 2004.

PIMENTA, S. G. O estágio na formação de professores: unidade, teoria e prática? 3. ed. São Paulo: Cortez, 1997.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e docência. São Paulo: Cortez, 2004.

BOLÍVAR, A. La identidad profesional del profesorado de secundaria: crisis y reconstrucción. Málaga, España: Ediciones Aljibe, 2006.

BORGES, M. C; VIEIRA, V. M. O. AQUINO, O. F. Formação de professores em Brasil: desafios e perspectivas da melhora da qualidade da educação. In: A formação inicial de professores: uma visão internacional. BORGES, M. C.; AQUINO, O. F. (Orgs). Uberlândia, MG. UDUFU: 2013BRASIL.

BRASIL. Ministério da Educação. Parecer CNE/CP 009/2001- Diretrizes Curriculares Nacionais para a Formação de Professores da Educação Básica, em nível superior. 2001.

______. Parecer CNE/CP, 28 de fevereiro de 2001; Diário Oficial da União, Brasília, 2001, p.10.

BURIOLLA, M. A. O Estágio Supervisionado. São Paulo: Cortez, 1999.

CARVALHO, G. T.R.D.; UTUARI, S. (Orgs). Formação de professores e estágios supervisionados: Algumas Veredas. São Paulo: Andross, 2007.

DUBAR, C.. A Socialização: construção das identidades sociais. Portugal: Porto Editora, 1997. 190 p.

FLORES, M. A; VIEIRA, F.; FERREIRA, F. I. Formação inicial de professores em Portugal: problemas, desafios e o lugar da prática nos Mestrados em Ensino Pós-Bolonha. In: BORGES, M. C.; AQUINO, O. F. (Orgs). A formação inicial de professores: uma visão internacional. Uberlândia, MG. EDUFU: 2013. p. 61-96.

GARCÍA, C. M. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora. 1999.

KOWALTOWSKI, D C. C. K. Arquitetura escolar: o projeto do ambiente de ensino. São Paulo: Oficina de Textos, 2011. p. 272.

OLIVEIRA, D. A. A reestruturação do trabalho docente: precarização e flexibilização. In: Educação & Sociedade. Campinas: UNICAMP, v. 25, n. 89, p. 1127-1144, 2004.

PIMENTA, S. G. O estágio na formação de professores: unidade, teoria e prática? 3. ed. São Paulo: Cortez, 1997.

PIMENTA, S. G.; LIMA, M. S. L. Estágio e docência. São Paulo: Cortez, 2004.


Texto completo: PDF

Apontamentos