EXPERIÊNCIAS FORMATIVAS ADVINDAS DO PROGRAMA RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA EM UMA UNIVERSIDADE FEDERAL MINEIRA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.31496/rpd.v22i47.1439

Palavras-chave:

Programa Residência Pedagógica, Trabalho Pedagógico, Educação, Educação Física

Resumo

O presente texto apresenta um relato de experiência pedagógica no que diz respeito ao trabalho desenvolvido na primeira fase do Programa Residência Pedagógica (PRP) no cerne de uma universidade federal mineira. O mesmo refere-se a um programa recém-criado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), cujo objetivo consiste em aproximar às instâncias formativas (escola e universidade), reelaborando as práticas de estágio supervisionado. Em relação à organização do relato propriamente, inicialmente foram tecidas algumas considerações gerais a respeito do gênero textual compreendido enquanto relato de experiência. Em seguida fez-se a exposição das diretrizes do PRP e as particularidades do núcleo no qual o trabalho pedagógico foi desenvolvido. Após, discorre-se sobre os três eixos epistemológicos sob os quais as atividades se fundamentam e, com efeito, nutriram as demais etapas do Programa. Já a seção subsequente se dedica a descrever cada uma das ações pedagógicas e seus desdobramentos, de modo que, na seção ulterior, seja possível analisar e estabelecer algumas reflexões em relação ao trabalho pedagógico realizado, cujos efeitos indicaram (de maneira auspiciosa) uma formação a qual evocou a produção de sentidos, partilha e protagonismo discente. Por fim se têm as considerações finais, momento em que exprimimos nossas impressões quanto ao caminho pedagógico realizado.

Biografia do Autor

Kleber Tüxen Carneiro, Universidade Federal de Lavras - UFLA

Graduado em Educação Física e Pedagogia, especialista em Pedagogia do Movimento, com Mestrado e Doutorado em Educação Escolar pela FCLAr-Unesp. No momento desenvolve estágio de Pós-Doutoramento em Educação junto a Faculdade de Educação da Unicamp. Realiza pesquisas com enfoque epistemológico sob os seguintes eixos temáticos: Teoria do Jogo; Estudos sobre Memória e constituição da Cultura Lúdica; Aspectos Didático do ensino; Estudos sobre a(s) Infância(s) e a Educação Infantil e Pesquisas históricas em Educação/Educação Física. Atualmente é docente na Universidade Federal de Lavras (UFLA) no Departamento de Educação Física, tanto quanto no Programa de Pós Graduação em Educação na mesma instituição. Participa como pesquisador junto ao GEFORDEF - Grupo de Estudo/Pesquisa sobre Formação Docente em Educação Física.

Bruno Adriano Rodrigues da Silva, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro

Licenciado em Educação Física; Mestre e Doutor em Educação, com Estágio de Pós-Doutoramento pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) sob o escrutínio das políticas para Educação em tempo integral. Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) no Departamento de Educação, assim como no Programa de Pós-Graduação em Educação na mesma instituição.

Fábio Pinto Gonçalves dos Reis, Universidade Federal de Lavras - UFLA

Graduado em Educação Física pela Universidade de Taubaté (1996), Mestrado em Educação pela Universidade São Francisco-USF (2005) e Doutorado pela Universidade de São Paulo-USP (2010). Atualmente é Professor Associado I da Universidade Federal de Lavras - UFLA, no Departamento de Educação Física, bem como no Programa de Pós-Graduação Scricto Sensu do Departamento de Educação. Integra o Grupo de Pesquisa " Relações entre filosofia e educação para a sexualidade na contemporaneidade: a problemática da formação docente" e o Grupo de Estudos e Pesquisa sobre Formação Docente em Educação Física (GEFORDEF), ambos registrados no Cnpq. 

Referências

AMBROSETTI, Neusa Banhara et al. Contribuições do PIBID para a formação inicial de professores: o olhar dos estudantes. Educação em perspectiva, v. 4, n. 1, p. 151-174, jan./jun., 2013.

ANDRÉ, Marly et al. O trabalho docente do professor formador no contexto atual das reformas e das mudanças no mundo contemporâneo. Revista brasileira de estudos pedagógicos, v. 91, n. 227, p. 122-143, 2010.

ARROYO, Miguel. Condição docente, trabalho e formação. In: SOUZA, João Valdir A. (Org.). Formação de professores para a educação básica: dez anos da LDB. Belo Horizonte, MG: Autêntica, 2007.

BETTI, Mauto; ZULIANI, Luiz Roberto. Educação Física Escolar: uma proposta de diretrizes pedagógicas. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, v. 1, n.1, 2002. Disponível em: http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/remef/article/view/1363/1065. Acesso em: 08 mar. 2019.

BETTI, Mauro. Educação física escolar: ensino e pesquisa-ação. 2. ed. Ijuí, RS: Unijí. 2013.

BONDIA, Jorge Larrosa. Notas sobre a experiência e o saber de experiência. Rev. Bras. Educ., Rio de Janeiro , n. 19, p. 20-28, Apr. 2002 . Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-. access on: 16 Apr. 2021.

BRACHT, Valter. Educação física no 1º grau: conhecimento e especificidade. Revista Paulista de Educação Física, São Paulo, supl.2, p.23-28, 1996. Disponível em: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/v10%20supl2%20artigo4.pdf. Acesso em: 25 fev. 2019.

CAPES. Programa de Residência Pedagógica. Disponível em: http://www.capes.gov.br/educacao-basica/programa-residencia-pedagogica. Acesso em: 25 de fev. 2019.

CAPES. PORTARIA CAPES Nº 175 DE 7 DE GAOSTO DE 2018. Disponível em: http://capes.gov.br/images/stories/download/legislacao/09082018-Portaria_175_Altera_Portaria_45_de_2018.pdf. Acesso em: 28 de fev. 2019.

CARNEIRO, Kleber Tüxen. O Jogo na Educação Física. São Paulo, SP: Phorte, 2012.

CARNEIRO, Kleber Tüxen; ASSIS, Eliasaf Rodrigues; BRONZATTO, Maurício. Da necessidade à negação: a percepção da crise epistemológica na Educação Física a partir da compreensão docente. R. bras. Ci. e Mov 2016; 24 (4):129-142. Disponível em: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/6825/pdf. Acesso em: 28 de fev. 2019.

CARNEIRO, K. T.; CAMARGO, R. L.; BRONZATTO, M.; ASSIS, E. R. de. A TERCEIRA MARGEM DO RIO: UMA PERSPECTIVA EQUILIBRADA DA COMPETITIVIDADE NO ÂMBITO DO ENSINO DA EDUCAÇÃO FÍSICA. Corpoconsciência, [S. l.], v. 21, n. 2, p. 80-92, 2017. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/4964. Acesso em: 23 jul. 2021.

CARNEIRO, Kleber Tüxen; SILVA, Bruno Adriano Rodrigues; SANTOS, Bianca Stefany da Costa. O DEBATE CIENTÍFICO NA EDUCAÇÃO FÍSICA E SEUS DESDOBRAMENTOS EXPRESSOS NOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO EM UMA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS. Corpoconsciência, Cuiabá-MT, vol. 23, n. 01, p. 25-36, jan./abr., 2019. Disponível em: <http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/author/submissionEditing/7656>. Acesso em: 25 fev. 2019.

CURY, Carlos Roberto Jamil. Educação escolar e educação no lar: espaços de uma polêmica. Educ. Soc., Campinas, vol. 27, n. 96 - Especial, p. 667-688, out. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v27n96/a03v2796.pdf. Acesso em: 03 mar. 2019.‬‬‬‬‬‬‬

DARIDO, Suraya. Diferentes concepções sobre o papel da educação física na escola. In: UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA. PROGRAD. Caderno de formação: formação de professores didática geral. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2012.

FEDERECI, Conrado Augusto Gandara; AYOUB, Eliana; CLARO, Laércio. O que não é educação física. Movimento & Percepção. Espírito Santo de Pinhal, SP, v.4, n.4/5, jan./dez. 2004. Disponível em: file:///C:/Users/DELL/Downloads/M.%20P.-2005-24%20(5).pdf. Acesso em: 03 mar. 2019.

FREIRE, João Batista. Educação de Corpo Inteiro - Teoria e Prática da Educação Física. São Paulo: Scipione, 1989.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro. Paz e terra, 42 ed. 2005.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 30 ed. 2007.

FREITAS, Luiz Carlos de Freitas. CRÍTICA DA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO E DA DIDÁTICA. 1994. 304f. Tese de Livre Docência (na área de metodologia do ensino – teoria pedagógica) Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1994.

GATTI, Bernadete; NUNES, Marina (Orgs.). Formação de professores para o ensino fundamental: estudo de currículo das licenciaturas em pedagogia, língua portuguesa, matemática e ciências biológicas. São Paulo: FCC, 2009.

HOFFMAN, Jussara. Avaliar para promover. Porto Alegre/RS: Editora Meditação, 2001.

JARDIM, João; TIMBELILINI, Flávio R. Pro dia nascer feliz. [Filme-documentário]. Produção de Flávio R. Timbellini e João Jardim, direção de João Jardim. Rio de Janeiro: Timbellini Filmes, 2007. Disponível em:https://www.youtube.com/watch?v=g5W7mfOvqmU. Acesso em: 09 out. 2018.

JUNIOR, Durval Wanderbroock; BOARINI, Maria Lucia. EDUCAÇÃO HIGIENISTA, CONTENÇÃO SOCIAL: A ESTRATÉGIA DA LIGA BRASILEIRA DE HYGIENE MENTAL NA CRIAÇÃO DE UMA EDUCAÇÃO SOB MEDIDA (1914-45). Disponível em:https://www.yumpu.com/pt/document/read/12628719/educacao-higienista-contencao-social-a-estrategia-da-histedbr. Acesso em: 28 de fev. 2019.

LEDEMOS, MARIA RITA KAMINSKI; QUADROS, SHEILA FABIANA. ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO NA GESTÃO EDUCACIONAL. Guarapuava, PR: Editora Unicentro, 2014.

LIBÂNEO, José Carlos. Democratização da escola pública. São Paulo, SP: Loyola, 1984.

LIBÂNEO, José Carlos. Fundamentos teóricos e práticos do trabalho docente - Estudo introdutório sobre Pedagogia e Didática. 1990. 506f. Tese de Doutorado (área de Fundamentos da Educação). Pontifica Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 1990.

LIBÂNEO, José Carlos. Didática. São Paulo, SP: Cortez, 1994.

NOGARO, Arnaldo; GRANELLA, Eliane, E. O erro no processo de ensino e aprendizagem. Revista de Ciências Humanas, v. 5, n. 5, p. 1-26, 2004. Disponível em: http://www.sicoda.fw.uri.br/revistas/artigos/1_1_2.pdf. Acesso em: 10 de março de 2020.

PENIN, Sônia. Cotidiano e escola: a obra em construção. São Paulo, SP: Cortez, 1989.

REZER, Ricardo et al. Um diálogo com diferentes “formas-de-ser” da educação física contemporânea – duas teses (não) conclusivas... Pensar a prática, v. 14, n. 2, p. 1-14, maio./ago., 2011. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fef/article/download/9794/9554/. Acesso em: 03 mar. 2019.

SACRISTÁN, J. Gimeno. Poderes instáveis em educação. Porto Alegre, RS: Artes Médicas, 1999.

SAYAO, Rosely. 1 Vídeo (18min:27s). Escola e Família: em busca de uma nova relação. Publicado pelo canal YouTube, 2016. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=kewds3taXkY. Acesso em: 15/08/2018.

SILVA, Bruno Rodrigues Silva; CARNEIRO, Kleber Tüxen; BARRETO, Thamires Aparecida Gonçalves. O PIBID NA ÓTICA DOS COORDENADORES DE ÁREA NO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA DA UFLA: IMPRESSÕES SOBRE A FORMAÇÃO INICIAL. Corpoconsciência, Cuiabá-MT, vol. 21, n. 03, p. 66-81, set./dez., 2017. Disponível em: http://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/5674/3803. Acesso em: 25 fev. 2019.

SOARES, Carmen Lúcia. Educação Física Escolar: conhecimento e especificidade. Revista Paulista de Educação Física. São Paulo, supl.2, p.6-12, 1996. Disponível em: https://fefd.ufg.br/up/73/o/Texto_65_-_Educa__________o_F_____sica_Escolar_-_Conhecimento_e_Especificidade_-_Carmem_L______cia_Soares.pdf. Acesso em: 03 mar. 2019.

VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Formação didática do educador contemporâneo: desafios e perspectivas. In: UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA. Prograd. Caderno de Formação: formação de professores didática geral. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2011, p. 33-58, v. 9. Disponível em: http://www.celsovasconcellos.com.br/Textos/Did%C3%A1tica. Acesso em: 03 mar. 2019.

Downloads

Publicado

2022-04-26

Como Citar

Tüxen Carneiro, K., Rodrigues da Silva, B. A., & Pinto Gonçalves dos Reis, F. (2022). EXPERIÊNCIAS FORMATIVAS ADVINDAS DO PROGRAMA RESIDÊNCIA PEDAGÓGICA EM UMA UNIVERSIDADE FEDERAL MINEIRA. Revista Profissão Docente, 22(47), 01–25. https://doi.org/10.31496/rpd.v22i47.1439

Edição

Seção

Relato de experiência