A importância da educomunicação no contexto da BNCC

Autores

  • Joseane Maria Vieira da Silva Universidade Franciscana – UFN, Brasil
  • Taís Steffenello Ghisleni Universidade Franciscana – UFN, Brasil
  • Janaína Pereira Pretto Carlesso Universidade Franciscana – UFN, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.31496/rpd.v24i49.1547

Palavras-chave:

Implementação da BNCC, Formação Docente, Letramento Digital, Práticas da Educomunicação

Resumo

Atualmente, a mídia é um grande fator influenciável, negativa e positivamente na vida dos atores acadêmicos. Cabe à escola fazer o uso positivo desses recursos. Assim, esse artigo tem por objetivo justificar a inclusão de práticas da Educomunicação na política curricular para formação docente (Implementadores da BNCC). A pesquisa apresenta abordagem qualitativa, caráter documental e bibliográfico. O período de coleta de dados foi de 2020 a 2022, quando se ressaltou urgência de formação continuada para professores no letramento digital, irrompida a Covid-19. Foram pesquisadas nos repositórios eletrônicos SciELO, Google Acadêmico e Biblioteca Digital de Teses e Dissertações (BDTD): teses, artigos científicos e revistas eletrônicas que salientam políticas públicas para capacitação dos implementadores da BNCC, trabalhadas por Análise de Conteúdo (Bardin, 2006). Resultando, obteve-se autores como Baccega (1999), Moran (2000), Melo (2016) e Soares (2011-2018) no reforço ao labor docente através de novas metodologias educomunicativas.

Biografia do Autor

Joseane Maria Vieira da Silva, Universidade Franciscana – UFN, Brasil

Graduada em Língua e Literatura Portuguesa pela Universidade Federal do Amazonas, mestre em Ensino de Humanidades e Linguagens pela Universidade Franciscana - UFN.

Taís Steffenello Ghisleni, Universidade Franciscana – UFN, Brasil

Professora na Universidade Franciscana (Santa Maria, RS), nos cursos de Mestrado em Ensino de Humanidades e Linguagens e Publicidade e Propaganda. Doutora em Comunicação Midiática Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Mestre em Engenharia de Produção (UFSM), Especialista em Comunicação, Movimento e Mídia (UFSM) e Bacharel em Comunicação Social, Publicidade e Propaganda (UNIJUI).

Janaína Pereira Pretto Carlesso, Universidade Franciscana – UFN, Brasil

Doutora em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúde pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM. Professora adjunta II no curso de graduação em Psicologia e no Mestrado em Ensino de Humanidades e Linguagens da Universidade Franciscana - UFN.

Referências

BACCEGA, M. A. Comunicação/educação e a construção de nova variável histórica. Comunicação & Educação, São Paulo, v. 14, n. 3, p. 19, 30 dez. 2009.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2006.

BIBIANO, B. Educador nota 10: conheça quatro dos projetos vencedores. São Paulo: Nova Escola, 2022. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/21260/experiencias-do-ensino-remoto-ajudam-a-recompor-aprendizagens-e-manter-o-legado-de-acolhimento-na-retomada-presencial. Acesso em: 07 jun. 2022.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Brasília: MEC, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/a-base. Acesso em: 12 out. 2020.

BRITO FILHO, M. C. Gestão escolar e tecnologias: a realidade de escolas públicas na cidade de Maceió/AL. Revista Científica do Instituto Federal de Alagoas, Maceió, v. 4, n. 1, jan./jun. 2014. Disponível em: https://periodicos.ifal.edu.br/educte/article/download/87/100. Acesso em 09 jun. 2021.

CECÍLIO, C. Educação midiática e BNCC: saiba como aplicar com a sua turma. São Paulo: Nova Escola, 2019. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/18420/como-trabalhar-educacao-midiatica-em-sala-de-aula. Acesso em: 07 jun. 2022.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 34. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996. Coleção Leitura.

MELLO, G. N. de. Formação inicial de professores para a educação básica: uma (re)visão radical. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 14, n. 1, p. 98-110, mar. 2000. Disponível em: https://www.scielo.br/j/spp/a/d6PXJjNMc3qJBMxQBQcVkNq/. Acesso em: jun. 2021.

MORAN, J. M. Ensinar e aprender exige hoje muito mais flexibilidade espaço temporal, pessoal e de grupo, menos conteúdos fixos e processos mais abertos de pesquisa e de comunicação. In: MORAN, J. M.; MASETTO, M. T.; BEHRENS, M. A. Novas tecnologias e mediação pedagógica. 26. ed. Campinas, SP: Papirus, 2012. p. 11-47.

MORAN, J. M. Mudar a forma de ensinar e aprender com tecnologias. Interações, São Paulo, v. V, n. 9, p. 57, jan.– jun., 2000.

MOREIRA, A. F. B. Currículos e programas no Brasil. Campinas: Papirus, 1990.

OBSERVATÓRIO DO ENSINO MÉDIO DE SANTA CATARINA. A educação em tempos de pandemia: Soluções Emergenciais pelo Mundo. Florianópolis: OEMESC, 2020. Disponível em: https://www.udesc.br/ensinomedioemsc. Acesso em: 19 out. 2021.

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. Educomunicação e TIC nas escolas para professores. Porto Alegre: SERS, 2015. Disponível em: https://moodle.educacao.rs.gov.br/mod/book/view.php?id=7294. Acesso em: 29 jun. 2022.

SOARES, I de O. A educomunicação na segunda versão da BNCC: Caminhos para uma Alfabetização Midiática e Informacional integrada ao currículo. In: SOARES, I de O.; VIANA, C.; XAVIER, J. B. (org.) Educomunicação e alfabetização midiática: conceitos, práticas e interlocuções. São Paulo: ABPEducom, 2016. p. 35-49. Disponível em: https://edisciplinas.usp.br. Acesso em: 29 jun. 2022.

SOARES, I de O. Educomunicação, paradigma indispensável à renovação curricular no ensino básico no Brasil. Comunicação & Educação, São Paulo, v. 23, n. 1, p. 7-24, 7 jun. 2018. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/comueduc/article/view/144832. Acesso em: jun. 2022.

SOARES, I de O. Educomunicação: o conceito, o profissional, a aplicação – contribuições para a reforma do ensino médio. São Paulo: Paulinas, 2011.

UNESCO. Alfabetização midiática e informacional: currículo para formação de professores. Brasília: UNESCO, 2013, Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0022/002204/220418por.pdf. Acesso em: jun. 2022.

UNESCO. Educational content up close: examining the learning dimensions of Education for Sustainable Development and Global Citizenship Education. Paris: UNIESCO, 2020. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000372327. Acesso em: jun. 2022.

ZEICHNER, K. Teachers as reflective practitioners and the democratization of school reform. In: ZEICHNER, K.; MELNICK, S.; GOMEZ, M.L. (ed.). Currents of reform in pre-service teacher education. New York: Teachers College Press, 1996.

Downloads

Publicado

2024-07-08

Como Citar

Vieira da Silva, J. M., Ghisleni, T. S., & Carlesso, J. P. P. (2024). A importância da educomunicação no contexto da BNCC. Revista Profissão Docente, 24(49), 1–20. https://doi.org/10.31496/rpd.v24i49.1547