A formação continuada de professores da rede pública de Curitiba durante a pandemia de Covid-19

Autores

  • Alboni Marisa Dudeque Pianovski Vieira Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR, Brasil
  • Eduarda Venturini Câmara Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.31496/rpd.v24i49.1601

Palavras-chave:

Formação de professores, Covid-19, Políticas Públicas Educacionais

Resumo

A pesquisa tem como objeto a formação continuada de professores da educação básica no município de Curitiba, Paraná, no contexto da pandemia de Covid-19. O objetivo geral foi analisar como aconteceu a formação continuada de professores da Rede Municipal de Ensino durante esse período. O estudo tem caráter bibliográfico e documental, com análise da legislação e do material utilizado para a formação docente. Os dados obtidos demonstraram que a Prefeitura Municipal de Curitiba, em 2021, ofereceu uma variedade de cursos por meio de diversas plataformas, propiciando aos docentes uma formação profissional de acordo com as exigências do ensino remoto. As ações formativas foram desde os conteúdos indispensáveis ao professor até o uso das tecnologias em diferentes contextos para aplicação em sala de aula. Dessa forma, foi possível realizar a alfabetização tecnológica, formando profissionais capazes de lidar com diferentes situações que favorecessem a aprendizagem dos estudantes.

Biografia do Autor

Alboni Marisa Dudeque Pianovski Vieira, Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR, Brasil

Possui graduação em Direito pela Universidade Federal do Paraná, licenciatura em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, mestrado em Gestão de Instituições de Educação Superior pela Universidade Tuiuti do Paraná e doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Atualmente é professora do curso de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em Educação - Mestrado e Doutorado - da Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em história da educação, políticas públicas e formação de professores. É membro integrante do BASis, como avaliadora institucional, de cursos de graduação e educação a distância. É bolsista Produtividade da Fundação Araucária do Paraná e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq. Presidente eleita da Soroptimista Internacional Curitiba-Glória, gestão 2020-2022 e da Soroptimista Internacional Curitiba, gestão 2023-2024.

Eduarda Venturini Câmara, Pontifícia Universidade Católica do Paraná - PUCPR, Brasil

Mestranda em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná- PUC/PR. Licenciada em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná- PUC/PR (2022) Educadora formada no Curso de Formação de Docentes (2018) Atuou em pesquisas no PIBIC (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica) da PUC/PR (2019-2022) Pesquisa principalmente nos seguintes temas: Trabalho docente, Formação docente, Ensino/aprendizagem e Inclusão Professora regente dos anos iniciais do ensino fundamental no Colégio Senhora de Fátima.

Referências

BARBOSA, M. V.; FERNANDES, N. A. M. Políticas públicas para formação de professores. Em Aberto, Brasília, v. 30, n. 98, p. 15-20, jan./abr. 2017. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/documents/186968/485895/Pol%C3%ADticas+ p%C3%BAblicas+para+forma %C3%A7%C3%A3o+de+professores/2bea5c9f-939c-4e67-bed0849d13ce7b8e?version=1.0. Acesso em: 02 dez. 2022.

BONETI, L. W. Políticas públicas por dentro. 3. ed. Ijuí, RS: Ed. Unijuí, 2011.

BRASIL. Portaria nº 343, de 17 de março de 2020. Brasília, 2020. Disponível em: http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-343-de-17-de-marco-de2020248564376. Acesso em: 20 jun. 2022.

BRASIL. Lei n° 13.005, de 25 de junho de 2014. Brasília, 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em: 20 jun. 2022.

COSTA, R. R. da. A capacitação e aperfeiçoamento dos professores que ensinavam matemática no Estado do Paraná ao tempo do movimento da matemática moderna – 1961 a 1982. 2013. 212 f. Tese (Doutorado em Educação) – Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba, 2013.

CURITIBA. Conselho Municipal de Educação de Curitiba. Deliberação nº 1/2020, de 30 de abril de 2020. Estabelece orientações e normas sobre a oferta de atividades pedagógicas não presenciais, durante o período da pandemia causada pelo COVID-19, para as instituições de educação e ensino pertencentes ao SISMEN. Diário Oficial Eletrônico Atos do Município de Curitiba. Curitiba, n. 80, p. 43-47, 30 abr. 2020a.

CURITIBA. Prefeitura Municipal de Curitiba. Instrução Normativa, de 12 de abril de 2020. Estabelece orientações para realização das atividades pedagógicas para a Educação Infantil (Pré-Escola), Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos (EJA) Fase I e Educação Especial das unidades educacionais da Rede Municipal de Ensino de Curitiba, em decorrência da pandemia causada pela COVID19. Instrução Normativa nº 2, Curitiba, 12 abr. 2020b.

CURITIBA. Secretaria Municipal de Educação. Caderno Veredas Formativas 2021: Curitiba cidade educadora. Curitiba, 2021.

ESTEVES, M.; RODRIGUES, A. Análise de necessidades na formação de professores. Porto: Porto Editora, 1993.

FRANCO, M. A. R. S. Prática pedagógica e docência: Um olhar a partir da epistemologia do conceito. Bras. Estud. Pedagog., Brasília, v. 97, n. 247, p. 534-551, s et./dez. 2016. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbeped/a/m6qBLvmHnCdR7RQjJVsPzTq/abstract/?lang=pt. Acesso em: 19 mar. 2024

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 17. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987

GAROFALO, D. Como as ferramentas digitais contribuem para o processo de aprendizagem? Nova Escola, 2018. Disponível em: https://novaescola.org.br/conteudo/12714/como-as-ferramentas-digitais-contribuem-para-o-processo-de-aprendizagem. Acesso em: 19 mar. 2024

GISI, M. L. Políticas públicas, educação e cidadania. In: ZAINKO, M. A. S.; GISI, M. L. (org.). Políticas e gestão da educação superior. Curitiba: Champagnat; Florianópolis: Insular, 2003, p. 91-103.

MATOS, H. C. S. O uso das TICs na formação continuada em tempos de pandemia: um estudo reflexivo. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO ETECNOLOGIAS|ENCONTRODEPESQUISADORES EMEDUCAÇÃOADISTÂNCIA, 2020, São Carlos. Anais[...] São Carlos: CIET: EnPED, 2020. p. 1-10.

MEC – MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. O PNE 2011-2020: metas e estratégias. S.I. 2011. Disponível em: http://fne.mec.gov.br/images/pdf/notas_tecnicas_pne_2011_2020.pdf. Acesso em: 30 jun. 2022.

MEC – MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Planejando a próxima década: conhecendo as 20 Metas do Plano Nacional de Educação. 2014. Disponível em: http://pne.mec.gov.br/images/pdf/pne_conhecendo_20_metas.pdf. Acesso em: 30 jun. 2022.

NÓVOA, A. S. Formação Continuada-Aula Magna António Nóvoa. Canal Educação Bahia, 2020. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=7kSPWa5Nieo. Acesso em: 16 mar. 2024.

OLIVEIRA, A. F. de. Políticas públicas educacionais: conceito e contextualização numa perspectiva didática. In: OLIVEIRA, A. F. de; PIZZIO, A.; FRANÇA, G. (org.). Fronteiras da Educação: desigualdades, tecnologias e políticas. Goiás: Editora da PUC Goiás, p. 93-99, 2010.

Downloads

Publicado

2024-07-08

Como Citar

Vieira, A. M. D. P. ., & Câmara, E. V. (2024). A formação continuada de professores da rede pública de Curitiba durante a pandemia de Covid-19. Revista Profissão Docente, 24(49), 1–21. https://doi.org/10.31496/rpd.v24i49.1601